Início Esporte

FPF mantém Paulistão paralisado e aplicará dinheiro de festa para a retomada do futebol

Dinheiro que seria usado em festa para a premiação dos melhores da competição será revertida em Protocolo de Retomada do Futebol

36
Presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, se reuniu com presidentes de clubes - Crédito: Divulgação / FPF

Em reunião realizada por videoconferência na tarde desta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol e representantes dos clubes que disputam o Paulistão mantiveram a paralisação do futebol sem uma data de retorno prevista.

Na nota divulgada, a entidade lamenta o país ter registrado mais de 7 mil mortes até o momento por conta da pandemia do Coronavírus (COVID-19).

Já a tradicional Festa dos Melhores do Campeonato não acontecerá. A FPF afirmou que o dinheiro que seria gasto no evento será revertido para o Protocolo de Retomada do Futebol, no qual a CBF doou às federações a quantia de R$ 120 mil.

A retomada do futebol só acontecerá quando os órgãos de saúde estadual e municipais permitirem a sua realização.

Confira a nota divulgada pela entidade:

“A Federação Paulista de Futebol e os Clubes do Campeonato Paulista Série A1 – 2020 realizaram reunião virtual nesta segunda-feira, 4 de maio de 2020, a fim de atualizar os acontecimentos em decorrência da Pandemia de COVID-19 e a retomada do futebol, quando esta for autorizada. Neste sentido, prezando pela transparência, listamos abaixo os temas tratados na videoconferência:

– A Federação Paulista de Futebol e os clubes participantes do Campeonato Paulista Série A1 lamentam profundamente as 7.025 mortes registradas no país até este domingo e nos solidarizamos com todas as famílias que perderam seus entes;

– O futebol paulista, unido e consciente de seu papel perante à sociedade, afirma que apenas voltará às atividades quando as autoridades de saúde estadual e municipais permitirem, preservando a integridade de todos os envolvidos na organização das partidas;

– Esta coesão e o compromisso com a saúde pública também se refletem no retorno aos treinos. Em comum acordo, todos os clubes decidiram voltar aos treinamentos em conjunto, na mesma data, que será acordada assim que houver a autorização por parte das autoridades de saúde. O mesmo prazo será aplicado à equipe de arbitragem da FPF;

– A Federação Paulista de Futebol mantém contato constante com o Governo do Estado de São Paulo e enviou o Protocolo de Retomada do Futebol, produzido pela Comissão Médica da FPF, presidida pelo Prof. Dr. Moisés Cohen. O documento contém medidas preventivas e de controle para o término da competição tão logo as autoridades permitam;

– A FPF decidiu que não realizará em 2020 a tradicional Festa de Premiação dos Melhores do Campeonato. O valor que seria investido no evento será integralmente revertido para o custeio do Protocolo de Retomada do Futebol. O mesmo acontecerá em relação ao apoio financeiro recebido pela CBF, no valor de R$ 120 mil.

Assim como milhões de torcedores, a Federação Paulista de Futebol e os clubes participantes do Campeonato Paulista Série A1 anseiam pelo retorno do futebol. O Campeonato Paulista será finalizado, sim, em campo. No entanto, temos a convicção de que o momento é de cuidado com a saúde e a vida de todos os brasileiros. Assim, seguiremos todos os prazos e protocolos de saúde estabelecidos pelas autoridades.

Participantes da Videoconferência:
Reinaldo Carneiro Bastos – Presidente FPF;
Fernando Enes Solleiro – Vice-Presidente FPF;
Mauro Silva – Vice-Presidente FPF;
Luis Antonio Martinez Vidal – Vice-Presidente FPF;
Gustavo Delbin – Vice-Presidente de Registro, Transferências e Licenciamentos FPF;
Mislaine Scarelli – Vice-Presidente de Gestão Corporativa FPF;
Emerson Piovesan – Vice-Presidente de Finanças FPF;
Moisés Cohen – Presidente do Comitê Médico FPF;
Fernando Mello – Vice-Presidente de Comunicação e Marketing FPF;
Bernardo Itri – Diretor de Comunicação FPF;
Cristina Abreu – Diretora de Competições FPF;
Ana Paula Oliveira – Presidente da Comissão Estatual de Arbitragem FPF;
Ednilson Corona – Membro da Comissão Estadual de Arbitragem FPF;
Aline Pellegrino – Diretora de Futebol Feminino FPF;
Maurício Fragata – Gerente de Marketing FPF;
Andréa Franco – Coordenadora de Arrecadação da FPF;
Caio Medauar – Ouvidor FPF;
Lúcio Blanco – Consultor de Eventos Esportivos FPF;
André Sica – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Luiz Felipe Santoro – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Alexandre Pássaro Filho – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Cristiano Caús – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Lucas D´Andrea Balistiero – Presidente da AA Internacional de Limeira;
Sebastião Moreira Arcanjo – Presidente da AA Ponte Preta;
Gerson Engrácia Garcia – Presidente do Botafogo Futebol S/A;
Paulo Sirqueira Korek Farias – Presidente do EC Água Santa;
Sidney Gerson Riquetto – Presidente do EC Santo André;
Carlos Alberto Salmazo – Presidente da Ferroviária Futebol S/A;
Genilson da Rocha Santos – Presidente do Grêmio Novorizontino;
Ricardo Miguel Moisés – Presidente do Guarani FC;
Paulo Silvestri – Gestor do Ituano FC;
Edson Antônio Ermenegildo – Presidente do Mirassol FC;
Ernesto Francisco Garcia – Presidente do Oeste FC;
Thiago Roberto Scuro – Presidente do Red Bull Bragantino;
José Carlos Peres – Presidente do Santos FC;
Carlos Augusto de Barros e Silva – Presidente do São Paulo FC;
Maurício Precivalle Galiotte – Presidente da SE Palmeiras;
Andrés Navarro Sanchez – Presidente do SC Corinthians Pta;
Rinaldo Martorelli – Presidente SAPESP;
Aurélio Sant’anna Martins – Presidente SAFESP; e
Washington Mascarenhas – Presidente FENAPAF SP.”