Início Esporte

Jogador Robinho é condenado em última instância a nove anos de prisão por estupro

Decisão saiu através da Corte de Cassação de Roma e não cabe mais recurso por parte do brasileiro; crime aconteceu em 2013, na cidade de Milão

102
Crédito: Divulgação

O jogador Robinho foi condenado a nove anos de prisão por estupro cometido contra uma mulher albanesa em uma boate na cidade de Milão, em 2013.

A Corte de Cassação de Roma rejeitou o último pedido de recurso apresentado pela defesa de Robinho e também de Ricardo Falco, amigo que participou do crime. A execução da pena é imediata.

Porém, mesmo com a condenação, a constituição brasileira veta a extradição de brasileiros. Por isso, dificilmente Robinho cumprirá a pena fora do pais.

A justiça italiana poderá pedir que cumpra a pena em alguma penitenciária brasileira. Para isso, precisará transferir a execução de pena para o Brasil e que o Superior Tribunal de Justiça faça a homologação da sentença estrangeira.

Em dezembro de 2020, Robinho havia sido condenado em segunda instância, mas foi mantido em liberdade. Já em outubro do mesmo ano, o atacante foi anunciado como novo reforço do Santos, mas o clube acabou suspendendo o seu contrato por conta da repercussão negativa envolvendo o caso.

Com informações do UOL