Início Ferroviária

Após participação na Copinha, jóias da Ferroviária despertam interesse de grandes clubes

Após disputa da Copinha, zagueiro e meia da Locomotiva despertam interesse de diversos clubes

132
Gustavo Medina (esq.) e Claudinho, podem deixar a Ferroviária - Crédito: Montagem / Tiago Pavini / Ferroviária S/A

Mesmo saindo precocemente na segunda fase da Copinha, sendo eliminada pelo Goiás, os bons frutos da Ferroviária começam a despertar o interesse de grandes equipes do futebol brasileiro e até mesmo do futebol europeu.

Principal destaque da Locomotiva na competição, o meia Claudinho está sendo monitorado por Atlético-MG, Internacional-RS, Fluminense e Vasco, e um futuro negócio pode acontecer ainda esta semana.

Em quatro jogos disputados na Copinha, Claudinho, de 19 anos, marcou dois gols e deu duas assistências, mas a boa exibição do jogador, comandando o meio de campo grená, chamaram bastante atenção.

Além dele, outro que deve ter seu destino traçado em breve, mas fora do Brasil, é o zagueiro Gustavo Medina. Com proposta do Valladolid-ESP, clube que tem como dono o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, o jogador de 18 anos pode pintar no time espanhol ainda nesta temporada.

As conversas entre os clubes já haviam iniciado no fim do ano passado, mas esfriaram com a chegada da competição, onde Medina havia manifestado o desejo de disputá-la, e deve ser retomada nos próximos dias.

BASE DE SUCESSO

Assim como no ano passado, quando a Ferroviária caiu na terceira fase para o São Paulo, diversos jogadores despertaram interesses de equipes de todo Brasil e até mesmo da Europa.

Os atacantes Richard e Felipe Estrella foram os mais que chamaram atenção. Richard acabou sendo negociado com o Corinthians e está disputando a Copinha, enquanto Estrella acabou sendo emprestado por um ano para Roma-ITA.

Outros que também tiveram êxito na Locomotiva foram os meio-campistas Miquéias, que também está emprestado para o Palmeiras, e Pedro do Rio, negociado com o Athletico-PR.