Início Destaques

Assembleia aprova a transformação para Ferroviária SAF, a primeira do estado de São Paulo

Clube passará a usar nova denominação no futebol; novo capital social do clube fica entre R$ 1 mi e R$ 70 milhões

498

Em Assembleia Geral Extraordinária convocada para a noite desta terça-feira (21), na sede do clube, anexa ao estádio Fonte Luminosa, foi aprovado que a Ferroviária Futebol S/A passará a ser denominada, a partir de agora, como Ferroviária Sociedade Anônima do Futebol, a Ferroviária SAF.

A reunião histórica envolveu em portas fechadas com diretores, conselheiros e acionistas do clube-empresa, se tornando assim o primeiro clube denominado SAF no estado de São Paulo.

Outras ordens (ver abaixo), além da nova denominação, foram votados na mesa, entre eles o novo capital social do clube, que ficará entre o montante de R$ 1 milhão e R$ 70 milhões.

Isso passará pela definição do novo investidor do clube-empresa. Como apontou o Portal RCIA Araraquara no último dia 3, a holding espanhola Elite Administracion y Gestion deverá ser a nova acionista majoritária da Ferroviária SAF.

Ficou definido também que a Associação Ferroviária de Esportes (AFE), que transferiu os seus ativos intangíveis para a S/A, possa também ter parte das ações da SAF (equivalente R$ 1.593.393,00), mas de “Classe A”, tendo o poder de aprovar ou vetar futuras decisões dentro da instituição.

A SAF passará a ter também um novo Estatuto Social, com novos membros do Conselho de Administração e também Fiscal da companhia.

Com a transformação, a Ferroviária se junta a outros clubes do futebol brasileiro que já se denominam SAF, como Botafogo, Cruzeiro e Figueirense, como pode ser visto no site da CBF. Vasco-RJ e Portuguesa-SP são os próximos que devem virar clube-empresa.

O QUE FOI VOTADO NA ASSEMBLEIA?

A transformação da Companhia em uma Sociedade Anônima do Futebol – S.A.F., passando a Companhia a deter a denominação de “Ferroviária SAF”;

o novo Estatuto Social da Companhia (Ferroviária SAF);

o novo Estatuto Social da Companhia (Ferroviária SAF), eleger os membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal da Companhia (Ferroviária SAF) nos novos termos estatutários previstos e aprovados;

o aumento do capital social da Companhia determinado na Reunião do Conselho de Administração realizada na data de 1º de junho de 2022, no montante entre R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) e R$ 70.000.000,00 (setenta milhões de reais), fora do capital autorizado;

o aumento do capital social previsto e a aprovação que a acionista Associação Ferroviária de Esportes (“AFE”) possa, de forma exclusiva aos demais acionistas, subscrever novas ações de “Classe A” da Ferroviária SAF até o limite equivalente a R$ 1.593.393,00 (um milhão, quinhentos e noventa e três mil, trezentos e noventa e três reais), devendo integralizar as referidas ações de “Classe A” da Ferroviária SAF obrigatoriamente por meio da transferência da propriedade de todos os seus ativos intangíveis e desportivos para a Ferroviária SAF.

SAF E FERROVIÁRIA

A SAF é um modelo diferente de um clube-empresa Sociedade Anônima. Um dos principais pontos para o clube adotá-la é com relação a tributação, sendo mais vantajosa, já que está voltada ao meio do futebol, além de maior transparência e de fiscalização, deixando mais seguro para investidores.

Em 11 de novembro de 2003, a Ferroviária se tornou um clube-empresa, sendo uma Sociedade Anônima (SA), que passou a administrar o futebol da Associação Ferroviária de Esportes, contando com apoio e suporte financeiro de empresas da cidade.

Já em 2013, passou a ser gerida pela Know How, que obteve maior parte das ações da Ferroviária Futebol SA, até ser adquirida pela MS Sports, tendo o empresário Saul Klein como maior acionista.

A Sociedade Anônima do Futebol foi criada através do projeto de Lei nº 14.193/2021, em 6 de agosto de 2021, formulada pelo senador Rodrigo Pacheco e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.