Início Ferroviária

Em nota, Pintado desmente acerto com Goiás e diz estar focado na Ferroviária

Em entrevista à Rádio Bandeirantes de Goiânia na última terça-feira, treinador falou do interesse em comandar o Esmeraldino na disputa da Série B do Brasileiro

206
Crédito: Tiago Pavini/Ferroviária S/A

Nos últimos dias, o Goiás apareceu como interessado na contratação do treinador Pintado, da Ferroviária, para a disputa da Série B do Brasileiro.

Em entrevista dada ao programa “Esporte em Debate” (no vídeo, a partir do tempo 4h3m), da Rádio Bandeirantes de Goiânia na última terça-feira, justamente no dia em que a Locomotiva encarou o Corinthians pela nona rodada do Paulistão, ele afirmou não ter recebido uma proposta oficial, mas elogiou o Esmeraldino, abrindo a possibilidade de um acerto para o segundo semestre.

“Eu tenho um compromisso muito importante com a Ferroviária e um contrato a ser cumprido. A minha atenção total hoje [terça-feira] é para este jogo, no momento especial que a Ferroviária vive que, com bons resultados, podemos pensar em uma classificação também. Queria deixar bem claro que não conversei com ninguém e não é um momento para falar sobre isso também, mas sei que existe um interesse e ele é reciproco. Quando se fala de Goiás, que é uma grande equipe do Brasil, e que busca sair dessa Série B o mais rápido possível, pra todos os profissionais hoje do futebol, o Goiás é a primeira opção, sem dúvida nenhuma”, contou.

Perguntado se o Esmeraldino pode ser um provável destino para a disputa da Série B, o treinador afeano não descartou a possibilidade para o futuro.

“Com certeza. O Goiás é uma equipe séria. A gente não escuta história no futebol brasileiro sobre coisas ruins do Goiás, só tem história boa. Eu sou um homem do futebol, vivo do futebol e só tenho ótimas informações e referências, em enfrentamentos dificílimos contra as grandes equipes do Goiás. Sem dúvida nenhuma, para mim, seria a primeira opção”, declarou.

Além disso, tratou de elogiar Saul Klein, principal investidor da MS Sports, e citou também o empresário Giuliano Bertolucci como um dos responsáveis pelo crescimento do clube na gestão com atletas. Ele tratou também de descartar qualquer possibilidade de entrar em “leilão” numa futura negociação.

“Eu tenho uma ótima relação com o ‘seu’ Saul, embora seja profissional. É um homem muito correto, uma pessoa que sempre foi sério com tudo que combinou e contratou comigo. Temos o projeto também com a empresa do Giuliano Bertolucci, a Bertolucci Sports. A compra da Ferroviária por essas pessoas está elevando muito o nível do clube, construir um novo CT, montando uma equipe muito forte, mas em momento nenhum eu vou entrar em ‘leilão’ e em negociação. O meu objetivo este ano é buscar um acesso. Não tenho outra ideia, não penso em outra situação, a não ser em buscar o acesso com uma grande equipe do futebol brasileiro”, declarou Pintado.

Caso não permaneça na Locomotiva, o técnico disse que vai de encontro ao pensamento do clube goiano e, quem sabe, espera uma chance para comandar a equipe.

“É o objetivo do clube de encontro ao meu. Acho que este casamento é o perfeito para deixar o torcedor tão feliz que é o que está precisando”, contou.

Em nota enviada à imprensa no início da tarde desta quinta-feira (veja abaixo), a assessoria de Pintado afirmou que seu representante recebeu uma proposta do clube goiano, mas descartou qualquer possibilidade de saída do técnico da Ferroviária neste momento.

A Ferroviária se prepara para o duelo diante do Novorizontino, que acontece neste sábado, às 22h15, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, válido pela sexta rodada da competição.

Atualmente, o clube araraquarense ocupa a vice-liderança do Grupo B com 10 pontos, seis atrás do São Paulo – o Tricolor tem dois jogos a mais – está na zona de classificação às quartas de final.

NOTA DE ESCLARECIMENTO – PINTADO

Diante da repercussão sobre um possível acerto do técnico Pintado com o Goiás, esclarecemos que, de fato, o treinador recebeu uma proposta do Esmeraldino através de seu representante, entretanto não houve qualquer tipo de conclusão ou concretização da negociação.

O treinador é grato pelo reconhecimento de seu trabalho e pela proposta, porém possui vínculo contratual com a Ferroviária, compromissos importantes a serem resolvidos e, por enquanto, está com a cabeça voltada inteiramente para resolvê-los.