Início Ferroviária

Ferroviária busca definir situações de atletas e comissão técnica para 2021

Três jogadores que disputaram a Série D tiveram os seus contratos prorrogados até o fim da próxima temporada

122
Nando Carandina é um dos que tiveram contrato prorrogado para temporada 2021 - Crédito: Jonatan Dutra / Ferroviária S/A

Com o ciclo de 2020 chegando ao fim, a diretoria da Ferroviária busca definir as situações de jogadores e comissão técnica que fizeram parte dos grupos da Série D e Copa Paulista.

Uma delas foi sacramentada na manhã desta sexta-feira, quando o clube confirmou a saída do treinador Paulo Roberto Santos, após o vexame na segunda fase da competição nacional, quando foi eliminada para o Marcílio Dias.

Sem pressa, a diretoria segue em conversas para definir o novo comandante para 2021, onde terá como primeiro desafio a disputa do Paulistão, com início marcado para o dia 28 de fevereiro.

Já o elenco deve passar por uma reformulação e reforços podem ser anunciados para o estadual. O goleiro Wagner Coradin, o volante Nando Carandina e o atacante Will Viana, este ficou boa parte do segundo semestre fora por conta de uma lesão, tiveram seus contratos prorrogados até o final da próxima temporada e podem ficar.

O grupo que disputou a Copa Paulista, sob o comando do técnico Márcio Griggio, ainda seguem com situações indefinidas. O contrato da maioria dos jogadores se encerra no mês de janeiro e, por enquanto, não foram renovados.

A gestão da MS Sports completou um ano a frente do clube no dia 19 de novembro. No Paulistão, em meio a pandemia do coronavírus, lutou contra o rebaixamento na última rodada, mas conseguiu terminar em 10º lugar na classificação geral.

Na Copa do Brasil, alcançou a inédita terceira fase, onde foi derrotada pelo América-MG por 1 a 0, no Independência, depois de ter empatado por 0 a 0, na Fonte Luminosa.

O principal objetivo na temporada era o acesso para a Série C do Brasileiro, mas ficou no meio do caminho.

Porém, as constantes trocas no comando técnico chamaram bastante e afetaram toda a filosofia de trabalho da equipe em meio as disputas das competições. Foram seis treinadores diferentes: Marcelo Vilar, Sérgio Soares, Dado Cavalcanti, Leonardo Mendes (interino) e Paulo Roberto Santos.

Para que a Locomotiva tenha uma nova chance na Série D de 2021, terá que torcer para Novorizontino ou Mirassol conseguirem o acesso para a Série C para que o clube possa herdar a vaga pela classificação no Paulistão deste ano.