Início Ferroviária

Ferroviária vence a Inter de Limeira e permanece no Paulistão

Em grande atuação, Locomotiva se mantém na elite e chegou a marca 1.500 gols marcados no Paulistão

54
Crédito: Felipe Blanco / Ferroviária S/A

A Ferroviária fez a “lição de casa” e derrotou a Inter de Limeira por 2 a 0, em partida disputada no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela última rodada do Paulistão.

Os gols da vitória grená foram marcados pelo atacante Bruno Mezenga, que teve a sua primeira aparição no time titular do treinador Dado Cavalcanti.

Além de garantir a vitória, a Locomotiva chegou a uma marca importante. A equipe chegou a 1.500 gols marcados dentro de sua história na elite paulista e chegou a 399 vitórias.

A vitória levou a Ferroviária aos 15 pontos e termina na última colocação do Grupo D e em 10º na classificação geral.

Com a conclusão da primeira fase, as equipes que não conseguiram a classificação às quartas de final voltam as atenções para a disputa do Troféu do Interior.

Além de Ferroviária e Inter de Limeira, disputarão o torneio Botafogo, Novorizontino, Ituano e Guarani. Água Santa e Oeste foram rebaixados para a Série A2 do Paulista.

O Congresso Técnico da competição será realizado neste segunda-feira, através de reunião por videoconferência.

O JOGO

Logo aos oito minutos, a Ferroviária quase abriu o placar. Léo Artur recebe livre pelo lado esquerdo e, dentro da área, chuta rasteiro, mas Rafael Pin faz grande defesa, espalmando para longe o perigo.

Não demorou muito e a Locomotiva abriu o placar. Aos 11 minutos, em jogada iniciada por Fellipe Mateus, o meia toca para Hygor pela direita, cruza rasteiro na área e Bruno Mezenga, de carrinho, completou para o fundo das redes: 1 a 0.

Cinco minutos depois, o Leão respondeu. Tcharlles recebe na entrada da área e bate colocado no canto esquerdo e Saulo se estica todo para fazer grande defesa, mandando a bola para escanteio.

Já aos 17 minutos, a Inter marcou, mas o árbitro anulou. Após cobrança de escanteio na área, Lucas Braga toca a bola de cabeça para Jean Pablo completar para o fundo das redes, mas o assistente dois, Paulo César Modesto, marcou impedimento equivocado. A jogada era legal.

As equipes fizeram um jogo equilibrado no decorrer do primeiro tempo. Atrás do placar, a Inter investia no campo de ataque, mas não chegava com perigo até a meta de Saulo. Já a Ferrinha fez um jogo cadenciado, administrando o resultado positivo.

Na segunda etapa, mais uma vez o assistente dois roubou a cena. Aos 13 minutos, Hygor recebe belo lançamento, mata no peito, dribla o adversário e bate na saída de Rafael Pin para marcar, mas a arbitragem anulou gol legítimo, desta vez para o lado grená.

Já no minuto seguinte, mais uma outra chance desperdiçada para a Ferrinha. Após boa jogada pelo lado esquerdo, Fellipe Mateus recebe na marca do pênalti e finaliza. A bola sai raspando a trave direita de Rafael Pin, que apenas acompanhou.

No minuto 19, mais um gol anulado de forma duvidosa. Após lançamento na área, Fellipe Mateus recebe na área, chuta cruzado e a sobra fica com Hygor que completa para as redes. Mais uma vez, a arbitragem marcou impedimento no lance.

E só dava Ferroviária. Aos 24 minutos, Léo Artur recebe na entrada da área e chuta forte. Rafael Pin espalma na pequena área, Hygor cabeceia, mas a bola acaba indo fraca para fácil defesa do goleiro.

De tanto insistir, a Locomotiva finalmente conseguiu chegar ao segundo tento. Fellipe Mateus recebe na entrada da área e bate de pé direito. A bola explode na trave direita de Rafael Pin e, no rebote, Léo Artur domina livre e rola para a chegada de Bruno Mezenga, que fuzila para o fundo das redes e amplia: 2 a 0.

O gol deu tranquilidade para a Ferroviária e a Inter de Limeira não conseguia chegar mais com impeto no campo de ataque até o apito final do jogo.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 2×0 INTER DE LIMEIRA
Data/Horário:
domingo, 26 de julho de 2020, às 16h
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Paulo César Modesto
Cartões amarelos: Patrick, Higor Meritão, Léo Artur, Bruno Recife e Felipe Estrella (Ferroviária); Murilo Rangel (Inter de Limeira)
Gols: Bruno Mezenga (aos 11′ do 1T e 28′ do 2T) para a Ferroviária

Ferroviária – Saulo; Lucas Mendes, Anderson Salles, Patrick e Bruno Recife; Higor Meritão (Willian), Tony e Fellipe Mateus (Karl); Léo Artur (Felipe Ferreira), Bruno Mezenga (Felipe Estrella) e Hygor (Jhonatan). Técnico: Dado Cavalcanti

Inter de Limeira – Rafael Pin; Roger Bernardo, Oliveira, Jean Pablo e Jonathan; Marquinhos, Recife (Matheus Neris) e Murilo Rangel (Everton Sena); Airton, Tcharlles e Lucas Braga. Técnico: Elano Blumer