Início Ferroviária

Pela classificação, Ferroviária encara Palmeiras pelo Brasileirão Feminino

Em duelo que vale vaga às semifinais, Guerreiras Grenás precisam reverter vantagem das Palestrinas, na Fonte Luminosa

20
Crédito: Tiago Pavini / Ferroviária S/A

Em duelo decisivo, a Ferroviária encara mais uma vez a equipe do Palmeiras na noite deste domingo, às 19h30, na Fonte Luminosa, pelo jogo de volta das quartas de final do Brasileirão Feminino.

Neste confronto, as Guerreiras Grenás precisam reverter a vantagem obtida pelas Palestrinas no jogo de ida, quando foram derrotadas por 2 a 1. Uma vitória no placar mínimo, a vaga será decidida nas cobranças de pênalti. Caso vença por dois gols de diferença, encaminha a classificação. Já a equipe da capital joga pelo empate.

Precisando do resultado positivo, a treinadora Tatiele Silveira falou sobre o volume de jogo criado na primeira partida, buscando muito o campo de ataque e contou com um gol importante marcado por Patrícia Sochor, trazendo esperanças para o segundo jogo.

– Foi um gol importante na parte final e tivemos um volume de jogo muito grande. Foram as estratégias de cada equipe. O Palmeiras foi mais reativo e acabou sendo mais feliz na efetividade, mas nós tivemos o controle da partida, com mais posse de bola e jogamos mais no campo adversário. São esses aspectos positivos que vamos levar para a partida de volta – detalhou a treinadora.

Sobre a possibilidade de ter uma nova disputa por pênaltis, na qual as Guerreiras se consagraram no ano de 2019, Tatiele minimizou o histórico e espera garantir a vaga dentro dos 90 minutos.

– O que aconteceu no passado ficou na nossa história. Nas grandes conquistas, tivemos a felicidade de converter os pênaltis nas disputas, tivemos vitórias importantes e um título histórico para todos nós, mas ficou na última temporada. Claro que é sempre trabalhado. Estamos indo para uma decisão e o resultado igual pode ser definido nas penalidades. Demos atenção necessária que a gente pensa que seja ideal neste momento também para esta atividade, mas vamos trabalhar muito para buscar o resultado dentro dos 90 minutos.

Uma das mais experientes do elenco, a lateral-direita Daiane lamentou o resultado obtido na primeira partida, mas acredita na volta por cima da equipe e espera fazer uma boa apresentação aproveitando-se também do fator casa mesmo sem a presença do público por conta da pandemia do coronavírus.

– Fizemos um bom jogo em São Paulo. Pecamos nas finalizações e isso fez diferença no placar. A gente sabe que aqui dentro temos uma força muito grande. A Tati trouxe os erros que cometemos e trabalhamos em cima disso. Eu tenho certeza que faremos um grande jogo – contou.

Sobre as decisões no ano passado, a polivalente se apegou ao fator da luta que a equipe teve para reverter resultados para conseguir as classificações e o título.

– A Ferroviária é um time que sabe lhe dar com estes jogos decisivos. Se lembrarmos do ano passado, desde as quartas de final, foi um time guerreando o tempo inteiro e agora não será diferente. Temos um placar adverso e tenho certeza que a equipe está preparada para reverter o placar aqui – declarou a jogadora.

Daiane confia na equipe para conseguir a classificação neste domingo – Crédito: Jonatan Dutra / Ferroviária S/A

Na reta final de preparação, a única dúvida no elenco neste momento é a volante Maglia, que faz trabalho de transição, mas pode ficar de fora para este confronto.

Com isso, a Ferroviária deve repetir a mesma escalação da última quarta-feira e poderá ir a campo com Luciana; Carol Tavares, Géssica, Luana e Barrinha; Daiane, Rafa Andrade e Rafa Mineira; Aline Milene, Sochor e Chú.

A arbitragem da partida ficará por conta de Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Fabrini Bevilaqua Costa e William Trufelli Malaquias.