Início Destaques

Prefeito e presidente da Ferroviária falam sobre a mudança para SAF

Locomotiva foi o primeiro clube do estado de São Paulo a se tornar uma Sociedade Anônima do Futebol

195
Crédito: Rodrigo Corsi/Agência Paulistão/Arquivo

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), e o presidente da Ferroviária, Carlos Alberto Salmazo, falaram sobre a mudança da Ferroviária para a Sociedade Anônima do Futebol, muito diferente da forma como funciona uma S/A.

Em entrevista concedida ao portal Futebol Interior, Salmazo destacou a modernização para a atual gestão e de maior segurança dentro dos trâmites dentro do futebol brasileiro, referente a Lei 14.193/2021, aprovada pelo Governo Federal, ainda em 2021.

“Com a transformação em SAF, a Ferroviária adotará uma estrutura societária ainda mais atual, robusta e segura, em acordo com as melhores práticas de governança praticadas no mundo do futebol, além de se tornar apta à vantagens fiscais”, declarou.

Isso atraí outros investimentos para o futebol, além de uma tributação mais em conta e de proteção ao clube, entre eles mantendo o atual escudo, com as cores não podendo ser alteradas e de sua localização, não podendo sair cidade de Araraquara.

“A Ferroviária estará pronta societariamente para receber investimentos de empresas interessadas no futebol do clube, podendo ainda financiar sua atividade através do mercado de capitais”, acrescentou.

Entenda os benefícios da mudança para SAF na Ferroviária:

– o regime de tributação diferenciado (5% nos cinco primeiros anos e 4% a partir do sexto ano);

– possiblidade de emissão de títulos de dívida a serem negociadas no mercado de capitais (debêntures-fut);

– estrutura societária atrativa à captação de investimentos e operacionalização dos mesmos;

– membros da Administração da SAF obrigatoriamente não podem ter cargos no clube originário (melhor governança corporativa e Compliance);

– proteção dos ativos intangíveis e desportivos do clube originário acionista da SAF (manutenção do vínculo com a cidade e perpetuação da história do clube).

EDINHO RELEMBRA INÍCIO DA S/A E VÊ COM BONS OLHOS MUDANÇA PARA SAF

Atual prefeito da Morada do Sol, Edinho Silva foi um dos grandes apoiadores da mudança para o clube empresa entre o seu primeiro mandato como prefeito duas décadas atrás.

“Na minha gestão, entre 2001 e 2008, foi a responsável pela mobilização dos empresários da cidade para a criação da Ferroviária S/A, primeira S/A de capital fechado do futebol brasileiro, isso em 2003″.

“A Prefeitura possui diálogo muito bom com o presidente Carlos Salmazo e com toda a diretoria da Ferroviária, que é um dos maiores símbolos de Araraquara e parte importante de nossa história”, defendeu o prefeito.

Um dos grandes símbolos da cidade é o futebol feminino, sendo um dos principais do país e da América do Sul. O trabalho desenvolvido pelo poder público fez com que firmasse parceria com a Ferroviária, se tornando um grande vencedor, conquistando os principais títulos que existem na modalidade.

“Criamos em 2001 o projeto do futebol feminino em Araraquara, projeto que alguns anos depois firmou parceria com a Ferroviária e hoje leva o nome da cidade para o Brasil e a América do Sul”, contou.

Com a SAF, Edinho espera atrair novos investidores ao clube. A expectativa é que seja a holding espanhola chamada Elite Administracion y Gestion, uma gestora de diversas empresas e faz parte do grupo Hijos de Rivera, que tem como presidente executivo, Ignacio Rivera.

O mesmo esteve em São Paulo para anúncio do investimento da nova fábrica da Estrella Galicia, em Araraquara, com as obras já iniciadas.

“A Ferroviária é um dos primeiros clubes do Brasil a migrarem para SAF, seguindo exemplos de times grandes do futebol brasileiro, como Cruzeiro e Botafogo. Espero que o clube continue fortalecendo sua gestão e se torne referência nacional. A SAF só potencializa essa capacidade de atrair investidores”.

“Enquanto prefeito, vou sempre trabalhar para atrair investidores e patrocinadores, colaborando com o fortalecimento da Ferroviária enquanto instituição para que ela tenha condições de montar times competitivos e disputar os principais campeonatos. A Ferroviária é um patrimônio da população de Araraquara”, completou Edinho.

Na última terça-feira (21), em Assembleia Geral Extraordinária, o clube votou e aprovou a mudança para o novo modelo (SAF).