Início Destaques

Centro de Educação e Recreação é inaugurado no Residencial Valle Verde

Conjunto de bairros entregue há cinco anos, agora, passa a ter unidades educacionais; serão três CERs e uma escola inaugurados até sexta-feira (14)

61
Discurso durante entrega do CER Valle Verde

Cinco anos após a entrega do Residencial Valle Verde, a população daquela região agora passa a contar com equipamentos públicos na área da Educação. A Prefeitura inaugurou nesta terça-feira (11) o CER (Centro de Educação e Recreação) Professora Lourdes Apparecida Carvalho Prada, atendendo demanda eleita como prioritária pela população no Orçamento Participativo.

O CER é a primeira de quatro unidades escolares que serão entregues nesta semana: outras duas creches e uma Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) serão inauguradas até sexta-feira (14).

A construção de equipamentos públicos da Educação foi reivindicada pelos moradores da região do Valle Verde nas plenárias do OP em 2017. Sem unidades educacionais, as famílias precisavam matricular seus filhos em creches e escolas de outros bairros. Algumas vezes, inclusive, distantes de suas residências.

O CER inaugurado nesta terça-feira, localizado na Avenida Carlos Alberto Fragnani, homenageia a professora Lourdes Apparecida Carvalho Prada, que morreu em 2018, aos 94 anos, deixando um legado de uma vida inteira dedicada à educação. Foi fundadora do Externato São José e contribuiu com a formação de muitas crianças araraquarenses, sendo uma delas o escritor Ignácio de Loyola Brandão, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

O local recebeu investimento de R$ 2.029.301,72 e possui cinco salas, com capacidade total para até 120 alunos de até cinco anos de idade. A obra foi feita em parceria com a Caixa, que destinou R$ 11,4 milhões para o investimento nos quatro equipamentos públicos educacionais da região do Valle Verde.

A construção de equipamentos públicos da Educação foi reivindicada pelos moradores da região do Valle Verde nas plenárias do OP em 2017

Por causa da pandemia da Covid-19, a inauguração do CER foi simbólica, sem a presença de público e com participação apenas de autoridades e de familiares da professora Lourdes Prada, seguindo protocolo de higienização e distanciamento social aprovado pelo Comitê de Contingência do Coronavírus.

Também em virtude da pandemia, ainda não se sabe quando a unidade escolar terá o início efetivo das aulas. Uma Comissão Especial foi designada pela Prefeitura para produzir diagnóstico que subsidie a apresentação de protocolos necessários a serem implementados, de modo a garantir a uma volta segura às aulas no momento em que as autoridades sanitárias definirem que isso é possível.

QUALIDADE

Em sua fala na entrega da unidade, o 44º CER de Araraquara, o prefeito Edinho destacou a qualidade das unidades de educação infantil do município e abordou a importância do CER para a região do Valle Verde. “Essa unidade vai cumprir papel fundamental para que a população viva com muita qualidade de vida”, declarou.

O prefeito também enalteceu o histórico da professora Lourdes Prada. “Foi uma educadora excepcional e que fez Loyola tomar gosto pela escrita. Ignácio de Loyola Brandão, a sua professora virou escola. É um momento de muita emoção”, afirmou.

Edinho ainda ressaltou o Orçamento Participativo. “O OP tem que ser um método de gestão, de democratização, em que a sociedade participe e entenda como funciona o orçamento da Prefeitura.”

A secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos, agradeceu o esforço que o prefeito Edinho fez, em sucessivas viagens para Brasília, para que a Caixa liberasse os recursos.

O local recebeu investimento de R$ 2.029.301,72 e possui cinco salas

“Este CER tem a pretensão de resolver um problema muito sério. Muitas crianças ou estão fora das unidades ou estão em unidades longe de casa. Ter o direito à educação é garantir que as crianças estejam próximas às suas moradias. O equipamento de educação infantil é um equipamento público que tem a obrigação de cuidar e de educar”, destacou.

A secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, agradeceu a toda a população da região do Valle Verde por acreditar no OP. “Essa inauguração é uma conquista imensa. Espero que seja um espaço para construir um futuro melhor para todos”, observou.

Vice-presidente da Câmara Municipal, o vereador Edio Lopes (PT) falou em nome do Legislativo e parabenizou o colega Jeferson Yashuda (PSDB) pela indicação do nome do CER para Lourdes Prada. “Ela era apaixonada pela Educação e fica eternizada naquilo que ela sonhava como educadora. A comunidade vai ganhar muito com essa unidade. Parabéns ao prefeito Edinho pela gestão democrática e construída com a população”, afirmou Edio.

Filho de Lourdes Prada, Silvio Prada agradeceu à Prefeitura pela homenagem. “Minha mãe cuidava de crianças, muitas vezes carentes, e orientava as famílias. A localização dessa escola representa tudo o que ela imaginava na vida”, revelou.

O evento ainda teve presenças dos vereadores Paulo Landim (PT), Thainara Faria (PT), Toninho do Mel (PT), Roger Mendes (Progressistas), Jeferson Yashuda (PSDB) e Elias Chediek (MDB); do gerente de projetos Alcindo Sabino, que coordenou o OP quando a obra foi escolhida; da diretora do novo CER, Thaís Regina Basílio Sulaiman; de David Ferreira, representando o Conselho do Orçamento Participativo; de Luiza Venâncio, representando as mães e pais de alunos do Valle Verde; e de Fabiano Guilherme da Silva, representando a Cedro Engenharia.