Início Política

Prefeito de Araraquara confirma sua participação na campanha de Lula

Edinho vai dividir funções com o deputado federal Rui Falcão na coordenadoria de comunicação mas não deixa a Prefeitura Municipal pois entende que pode conciliar as duas atividades – prefeitura e campanha - simultaneamente.

81
Alckmin e Lula enaltecidos por Edinho após lançamento da campanha

Edinho Silva, prefeito de Araraquara, acabou aceitando colaborar com a área de comunicação durante a campanha do presidente Luiz Ignácio Lula da Silva a presidente do Brasil. A decisão já havia sido tomada praticamente na semana passada, anunciada inclusive pelo RCIA Araraquara. Segundo o político foi imposta a Lula apenas uma condição: aliar sua participação ao exercício do cargo de prefeito de Araraquara.

No sábado por ocasião do lançamento da campanha do ex-presidente em São Paulo, Edinho já havia utilizado as redes sociais para enaltecer o conteúdo do evento e o discurso que ele considerou histórico de Geraldo Alckmin como vice dentro de uma coligação e apoio dos partidos: PT, PSB, PV, PSOL, PC do B, Solidariedade e Rede. Além disso resumiu como importante a fala de Lula discorrendo sobre o que pretende realizar se for eleito presidente.

Ainda que o convite para participar da campanha não seja recente a grande preocupação de Edinho que vai dividir as tarefas com o deputado Rui Falcão era como aliar seu envolvimento eleitoral com a administração de Araraquara onde exerce o cargo de prefeito. Ele alega que – a tecnologia tem grande influência, pois as reuniões podem ser desenvolvidas online.

O prefeito de Araraquara também vem colaborando com a formatação do programa de Fernando Haddad ao cargo de governador do Estado que deverá ser anunciado nas próximas semanas.

Sua decisão em se manter fiel a Lula e Haddad, como também foi dito, é o reconhecimento que os dois candidatos – presidência e governo de São Paulo – dão ao papel que tem desempenhado junto ao partido, onde ocupou o cargo de presidente estadual, além de coordenador financeiro da campanha de Dilma Rousseff e depois o seu ministro-chefe da secretaria de Comunicação Social (Secom) no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).