Início Política

“Votação da transparência na vacinação foi adiada para discutirmos melhor o projeto”, diz Gerson

Vereadores do MDB e do PCdoB se declaram a favor da divulgação de informações relativas às pessoas vacinadas contra a Covid-19

261
“Sou a favor do projeto da transparência, só que pedi vistas para ter maior clareza"

O Substitutivo nº 2 ao Projeto de Lei nº 30/2021, que trata da transparência sobre a execução no município dos planos nacional, estadual e municipal de vacinação ou imunização, ou seja, da obrigatoriedade de divulgação de informações relativas às pessoas vacinadas contra a Covid-19, gerou polêmica na cidade após ter sua votação adiada na primeira Sessão Ordinária on-line da Câmara Municipal de Araraquara, realizada na terça-feira (16). 

Alguns vereadores que se posicionaram pelo adiamento da votação, explicam que são a favor da transparência, mas que o texto deve ser discutido melhor antes de entrar na pauta da sessão.

O vereador Gerson da Fármacia (MDB), que pediu vistas do projeto, afirmou que não foi contra a proposta. “Sou a favor do projeto da transparência, só que pedi vistas para ter maior clareza, debater mais, para ficar um projeto mais redondo para a casa, porque houve discordância. Simplemente isso”, explica.

Guilherme Bianco (PCdoB) também se coloca favorável ao fornecimento dos dados da imunização. “É um projeto de interesse social de todos os araraquarenses, uma vez que a vacina é a saída, é a resposta para o fim da pandemia, para a gente conseguir voltar à vida normal, aquecer a economia, gerar empregos e salvar vidas, mas o projeto foi pouco debatido dentro da casa. É importante que a gente consiga ter mais tempo para ver o impacto concreto dele na saúde de Araraquara”, pondera.

Bianco acrescenta ainda que vai buscar uma proposta que seja consensual entre os vereadores “para que a gente consiga aprovar com tranquilidade, sempre defendendo a transparência”, completa, concluindo que a crise da vacina se deve ao boicote feito pelo Governo Federal à vacina.

Autor do projeto, vereador Rafael De Angeli defende sua aprovação na Câmara. “Em todo o país, estamos vendo denúncias de que pessoas que não fazem parte da linha de frente estão sendo vacinadas. Por meio dessa iniciativa, Araraquara estaria se antecipando e mostrando à sua população que estamos preocupados em garantir a correta vacinação”, conclui.