Início Destaques

Araraquara vacina 10,5 mil pessoas contra a gripe no primeiro dia da campanha

Imunização será retomada em 34 unidades de saúde na quarta-feira (25), devido à falta de vacinas disponíveis; NGA-3 terá vacinação por ‘drive thru’

68
Por causa da alta procura e do repasse das vacinas estar sendo feito de forma gradativa, a campanha precisará ser suspensa nesta terça-feira (24) e será retomada na quarta (25)

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começou nesta segunda-feira (23) e já imunizou 10.500 araraquarenses, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Nesta fase da campanha, pessoas acima de 60 anos (idosos) e profissionais da área da Saúde são o público-alvo.

Por causa da alta procura e do repasse das vacinas estar sendo feito de forma gradativa, a campanha precisará ser suspensa nesta terça-feira (24) e será retomada na quarta (25), como explica a secretária da Saúde, Eliana Honain. O problema também atingiu outras 24 cidades da nossa região.

“A vacinação contra a gripe estava programada para maio. Era o tempo em que o laboratório do Instituto Butantan faria todas as vacinas para o País como um todo. O Ministério da Saúde, com sabedoria, antecipou a vacinação, mas não foi disponibilizada para os municípios a quantidade de doses necessárias para a campanha. Nós teríamos que receber 70 mil doses, mas recebemos 10,5 mil, que praticamente já se esgotaram”, afirma Eliana.

Nesta terça, o Departamento Regional de Saúde, do Governo do Estado, irá para São Paulo para buscar mais vacinas a serem distribuídas aos municípios da nossa região, de acordo com Eliana.

Participam da campanha de vacinação 34 unidades de saúde e o Sesa (Serviço Especial de Saúde de Araraquara), das 7h às 16h30. No sábado (28), um grande mutirão para vacinação de idosos será feito das 7h às 13h.

“Não é uma vacina contra o novo coronavírus, mas é muito importante tomar contra a gripe. O H1N1 está circulando e tem uma letalidade maior. A gente precisa vacinar para prevenir contra o H1N1”, explica a secretária.

NOVIDADES

A partir desta quarta-feira (25), o NGA-3 (Núcleo de Gestão Assistencial) entrará na campanha de vacinação contra a gripe e em um modelo diferente: o ‘drive-thru’, já que o paciente não precisará sair de seu automóvel para ser imunizado.

O acesso será feito pela Rua Padre Duarte (Rua 4), na esquina com a Avenida José Bonifácio, no Centro, das 7h às 13h. “As consultas eletivas foram suspensas no NGA-3. A unidade estará disponível durante toda a manhã para esse atendimento. A pessoa não vai precisar nem descer do carro”, diz Eliana.

Também nesta semana, a Secretaria de Saúde dará início ao método ‘casa a casa’ para vacinação de idosos acamados.

Outra novidade é que o curso de Medicina da Uniara (Universidade de Araraquara) está em parceria com a Prefeitura. “Alunos e docentes estão conosco atendendo na Ouvidoria da Saúde [0800-771-7723]. Além disso, alguns docentes estão vacinando essa população-alvo nos locais próximos de onde moram, em edifícios e condomínios. Estamos com duas frentes: vacinação e atendimento da população. Agradecemos demais a disponibilidade da universidade em ajudar”, esclarece a secretária de Saúde.

No momento, Araraquara não possui casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Porém, 16 casos estão sendo monitorados, incluindo sete pacientes que estão internados.

Em caso de dúvidas, a população de Araraquara deve ligar para a ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde, pelo telefone 0800-771-7723, das 7h30 às 16h30. A recomendação é que qualquer morador que tiver algum sintoma ou precisar de orientação deve telefonar à Ouvidoria antes de procurar uma unidade de saúde.

Confira o calendário da vacinação contra a gripe (data de início):

23 de março: idosos (pessoas acima de 60 anos) e profissionais da Saúde;

28 de março (sábado): mutirão de vacinação dos idosos;

16 de abril: professores (de escolas públicas ou privadas) e profissionais das forças de segurança e salvamento;

9 de maio: crianças entre 6 meses e 6 anos de idade, adultos entre 55 e 59 anos, doentes crônicos, grávidas, puérperas (mulheres que deram à luz até 45 dias antes) e pessoas com deficiência;

23 de maio: último dia da campanha.