Início Seu nome está na rua

O médico e vereador Paulo Monteiro Barros Carvalho Homem

Personalidade atuante na sociedade araraquarense, deixou exemplos relevantes de serviços prestados.

9
Paulo Homem em sua formatura no ano de 1955; à direita, quando então foi vereador em nossa cidade

Paulo Monteiro Barros Carvalho Homem nasceu em 6 de fevereiro de 1927, na cidade de Barretos, sendo filho de Osório de Carvalho Homem e de Anna Monteiro de Barros Carvalho Homem. Era o primogênito do casal, sendo seus irmãos: Renato, Lúcia e Maria Aparecida.

Ainda na sua infância, mudou-se para uma fazenda de propriedade da família, próximo a São Gonçalo do Sapucaí, no estado de Minas Gerais. Tempos depois, toda família foi morar no Rio de Janeiro, onde Paulo fez seus estudos desde o primário até o colegial, no Colégio Pedro II.

Universidade Federal Fluminense, em Niterói, Rio de Janeiro, onde Paulo Homem se formou

Durante este período, foi funcionário do SAPS – Serviço de Alimentação da Previdência Social, ingressando na autarquia em 2 de setembro de 1946 como office-boy e permanecendo na mesma até a década de 1950 e por diversas promoções, exerceu vários cargos de chefia, chegando ao mais alto cargo da hierarquia funcional – delegado regional do Distrito Federal.

Após concluir o colegial, ingressou na Universidade Federal Fluminense, em Niterói, onde se formou em Medicina, com a turma de 1955.

Paulo Homem casou-se em 24 de dezembro de 1955, em Jaboticabal, com Regina Apparecida Cunha Carvalho Homem, tendo com ela duas filhas: Regina Maria, psicóloga, residente em São Paulo, casada com Mauricelio Lauand, pais de Ana Cristina e Pedro Augusto; e Ana Maria, médica, residente em São Paulo, mãe de Lígia.

Em 1957, Dr. Paulo Homem chegou a Araraquara para a instalação do Hospital Nestor Goulart Reis, em Américo Brasiliense. E aqui, permaneceu durante toda sua vida. Em 1959, montou seu consultório particular na cidade, onde atendia toda a sua clientela com muita dedicação.

Tambem foi professor da Uniara, onde ministrou aulas de Medicina Legal para o curso de Direito.

Placa identificando a homenagem recebida

Na comunidade, Paulo era participante ativo, principalmente, na área política, exercendo mandato de vereador por três legislaturas, no período de 1 de fevereiro de 1983 até 31 de dezembro de 1996.

Durante esses anos, foi membro das diversas comissões permanentes do legislativo e teve grande participação na elaboração da Lei Orgânica do Município, promulgada em 5 de abril de 1990.

No âmbito estadual, Paulo Homem foi Diretor Regional de Macro III, ligada a Secretaria de Saúde do Estado. Ele também foi membro atuante da Fundação de Arte e Cultura do Município de Araraquara (Fundart) e membro titular do Conselho Municipal de Saúde.

Paulo Homem casou-se em segundas núpcias com  Adélia Prevato. Ele prestou relevantes e instimáveis serviços, não só ao município, como também a toda população araraquarense, através de seus conhecimentos da medicina.

Paulo Homem faleceu aos 81 anos, no dia 14 de julho de 2008, e sua esposa Dona Regina, que o precedeu na eternidade em 2003, estando ambos sepultados no Cemitério São Bento.

Pátio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, que leva o nome do Dr. Paulo Homem

SEU NOME ESTÁ NA RUA

Através da Lei n° 6.895, de 9 de dezembro de 2008, que denomina Dr. Paulo Monteiro de Barros Carvalho Homem, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, localizado na Avenida Eitor Bim, ao lado do pronto Socorro Municipal, na Vila Melhado, neste município.

*Matéria publicada originalmente em 17/05/2009