Crônica da Cidade

23

“A vingança é o atraso do homem”, por Ivan Roberto Peroni