Início Agronegócio

Sindicato Rural e SENAR-SP encerram o ano com 180 projetos realizados

O Sindicato Rural de Araraquara em parceria com o SENAR-SP fecha o relatório de atividades de 2020 com a realização de 180 projetos e 68 cursos de Formação Profissional. Alguns dos programas chegaram a ter oito meses de duração.

122
Nicolau de Souza Freitas, presidente do Sindicato Rural de Araraquara

Sindicato Rural de Araraquara e o SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) estão comemorando o encerramento de mais um ano de atividades; mesmo com a pandemia estabelecida em nosso município a partir de março o sindicato e o Senar desenvolveram um extenso programa de cursos, buscando capacitar produtores e trabalhadores rurais.

Para o presidente do Sindicato Rural Nicolau de Souza Freitas, além da coordenadoria regional do SENAR cumprir sua meta, também desenvolveu ações sociais para promover uma interação mais ampla com a comunidade rural: “Com a pandemia também direcionamos os nossos programas de capacitação para formação de profissionais que acabaram nos auxiliando na confecção de máscaras para atendimento as prefeituras da nossa região”, destacou o presidente.

Assim, municípios como Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Motuca, Boa Esperança do Sul, Nova Europa e Gavião Peixoto receberam doações de mil unidades cada, para distribuição entre os seus habitantes. Ao todo foram produzidas mais de 12 mil máscaras custeadas pelo sindicato e o Senar.

Segundo Nicolau, se trata de uma ação de inestimável valor no momento mais crítico da pandemia que atingiu milhares de pessoas na região de Araraquara: “Estivemos presentes, pois sentíamos que era o nosso dever colaborar para socorrer nossos irmãos”, salientou.

CURSOS REALIZADOS

João Henrique de Souza Freitas, coordenador regional do SENAR-SP

Mas não foi tão somente este o papel do Sindicato Rural durante o ano. Os esforços da sua diretoria permitiram na parceria com o SENAR realizar 180 projetos reunindo 863 trabalhadores que foram certificados nos programas que tomaram parte.

Só nos programas estabelecidos pelo SENAR foram 127 alunos que estiveram integrados ao Jovem Agricultor, Feira do Produtor Rural, Agricultura Orgânica, Proleite, Aprendizagem, Tomate Orgânico e Turismo Rural. Estes programas são mais extensos, geralmente divididos em módulos, com aulas teóricas e práticas, até mesmo em dois períodos (manhã e tarde).

As atividades destinadas a Formação Profissional constantes de um relatório enviado ao SENAR-SP indicam que foram 68 cursos com um total de 686 participantes enquanto que dos programas de Promoção Social tomaram parte 187 pessoas em 17 cursos. São contados ainda três eventos com 90 participantes.

Em linhas gerais, assegura o coordenador regional do SENAR, engenheiro agrônomo João Henrique de Souza Freitas, foram realizados 86 módulos de programas com integração e sensibilização (6) formando 68 profissionais, o que nos dá a tranqüilidade em dizer que – cumprimos nossa missão. “Somos gratos ao SENAR pela confiança que nos foi depositada e também agradecidos a todos que colaboraram nesta empreitada”, concluiu.