Início Cidade

Região do Parque São Paulo terá segunda estação elevatória de esgotos

Obra feita pelo Daae se antecipa ao aumento populacional e garante o crescimento sustentável da região leste da cidade; investimento é de R$ 1,1 milhão

22
Prefeito Edinho vistoriando a obra no Parque São Paulo

O prefeito Edinho e o superintendente do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos), Donizete Simioni, visitaram nesta sexta-feira (6) as obras de construção da segunda estação elevatória de esgotos do Parque São Paulo, que irá reforçar a infraestrutura de tratamento de esgotos na região leste de Araraquara.

A nova estação possibilita atender a demanda de novos empreendimentos habitacionais daquela região, encaminhando todo o esgoto gerado até o interceptor e, posteriormente, à Estação de Tratamento de Esgotos para o devido tratamento do efluente.

A obra tem investimento de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 811 mil de recursos vindos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e R$ 348 mil de contrapartida do Daae. A construção é executada pela empresa Exetécnica Engenharia.

“Essa é uma região que possui vários empreendimentos em andamento e em fase de aprovação. Portanto, está crescendo muito. E para que cresça de forma sustentável, sem problemas de infraestrutura, estamos fazendo uma estação elevatória para bombear o esgoto e interligar à rede que a Prefeitura já tem no Parque São Paulo. É a Prefeitura e o Daae se antecipando ao crescimento dessa região”, explicou o prefeito.

“Nós queremos que Araraquara cresça e se desenvolva, que os investidores venham para cá e gerem emprego, mas temos que crescer de forma sustentável. Essa é uma obra em que é possível se antecipar ao crescimento da região, fazendo as obras de infraestrutura para que a cidade cresça de forma sustentável”, completou Edinho.

O superintendente do Daae também destacou a importância da obra. “Existe uma expansão dos empreendimentos e nós temos apenas uma estação elevatória de esgoto no Parque São Paulo. Uma elevatória muito pequena e que já está com a capacidade praticamente esgotada. É uma obra muito importante [a segunda estação], porque vai receber todo o esgoto desses empreendimentos e desafogar parte da pequena elevatória que já existe”, disse Donizete Simioni.

O vereador Toninho do Mel (PT), diretores e servidores do Daae e representantes da empresa responsável também acompanharam a visita à obra.