Home Destaques

Edinho é eleito presidente do Conectar, maior consórcio público de saúde do País

Instituído a partir da liderança da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), consórcio reúne mais de dois mil municípios, o que representa 150 milhões de brasileiros

79
Prefeito Edinho Silva assumindo missão importante na saúde brasileira

O prefeito Edinho foi eleito, na manhã desta sexta-feira (11), presidente do Consórcio Conectar, o maior consórcio público de saúde do país, com mais de dois mil municípios consorciados, representando 150 milhões de brasileiros e cerca de 65% do território nacional. O Consórcio Conectar foi instituído em março de 2021, a partir da liderança da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), entidade municipalista nacional dirigida exclusivamente por prefeitas e prefeitos em exercício dos seus mandatos, na qual Edinho ocupa o cargo de secretário geral.

A assembleia que elegeu o prefeito Edinho como presidente do Consórcio Conectar foi realizada durante a terceira edição do “Reflexões sobre o futuro das cidades”, evento promovido pela FNP, em parceria com a prefeitura de Campinas, que sediou o evento nos dias 10 e 11. A reunião promoveu dois dias de debates sobre direitos humanos e sobre o uso de tecnologias digitais para impulsionar a assistência à saúde.

Foi aberta por Dário Saad, prefeito de Campinas e vice-presidente de Saúde da FNP, e pelo prefeito de Recife (PE) e então presidente do Conectar, João Campos. Edinho participou virtualmente, assim como a secretária municipal de Saúde, Eliana Honaim.

Em seu pronunciamento logo após ser eleito, Edinho cumprimentou prefeitos e gestores e fez uma saudação especial ao prefeito João Campos pela sua atuação como presidente do Conectar, dedicando ainda uma menção especial à memória de seu pai, Eduardo Campos, que teria completado 58 anos ontem, 10 de agosto. Edinho enalteceu a história política de Eduardo Campos, que faleceu em 2014 vítima de acidente aéreo, deixando seu legado e inspiração para que o filho João Campos pudesse seguir seu caminho na política.

O prefeito Edinho lembrou ainda o momento de criação do Conectar e da importância do Conectar no trabalho por alternativas de melhorias na gestão das cidades, sobretudo em saúde e tecnologia.

“O Conectar nasceu num momento de extrema dificuldade, quando enfrentávamos uma tragédia, que foi a pandemia de Covid-19. Foi uma resposta à necessidade de estarmos imunizando a população dos nossos municípios. Infelizmente, não conseguimos nosso propósito naquele momento, por conta de todas as adversidades que tivemos que enfrentar. Mas, o importante é que o Conectar foi criado e se consolidou. Neste momento, estamos redesenhando o consórcio e estabelecendo um canal direto com o Ministério da Saúde, para que o Conectar cumpra sua função efetivamente, que é organizar a compra em escala de equipamentos, medicamentos e insumos, o que certamente representará muitos benefícios para a população”, afirmou.

O prefeito ainda enfatizou a importância do apoio e da participação dos membros da diretoria na sua gestão. “Assumo a tarefa de presidente do Conectar, mas tenho certeza que essa tarefa só será exitosa e nossos objetivos só serão alcançados se a diretoria trabalhar de forma unida, se nossos mais de 2 mil municípios vinculados entenderem a oportunidade que temos. Entenderem que, com essa sinergia do Conectar com o Ministério da Saúde, vamos poder dar um passo importante na organização do SUS, tendo a possibilidade de levar para nossos municípios novas tecnologias que hoje estão disponibilizadas e poderemos reduzir muito o custo na compra de insumos, medicamentos e matérias”, avaliou Edinho, agradecendo ainda o apoio da Frente Nacional dos Prefeitos, na pessoa do presidente Edvaldo Nogueira.

Após a eleição de Edinho, a programação da terceira edição do “Reflexões sobre o futuro das cidades” seguiu. Entre os assuntos em pauta, foram debatidos o uso de tecnologias digitais, financiamento da saúde, regulamentação do piso da enfermagem, entre outros. Políticas públicas relevantes relacionadas à políticas de gênero, igualdade racial, reflexos da transição demográfica da população brasileira também integraram a programação. Os encaminhamentos dessa edição resultarão em um documento para orientar a atuação da Frente Nacional dos Prefeitos nos temas.