Home Destaques

Preso em Araraquara membro de quadrilha de roubo de cargas e morte de guarda civil

No dia do assassinato do guarda José Carlos da Silva Pereti, a quadrilha havia roubado carga de cigarros e ficou circulando na área rural de Capivari, disfarçados de policiais civis com fuzis, granadas, pistola e outros equipamentos táticos. Operação recebeu o nome de “For Honor”, expressão que significa “Pela Honra”. Em Araraquara, bandido foi preso no Jardim Tinen.

79
Prisões dos criminosos se desencadearam por várias cidades paulistas e uma mineira

Foi preso nesta quarta-feira (06) na região do Jardim Tinen, em Araraquara, homem de 31 anos, integrante de um grupo criminoso especializado em roubos de cargas no estado de São Paulo.

A prisão do bandido seria a última dentro de uma operação denominada – For Honor e se deu por conta do trabalho realizado pela equipe da pela equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que vinha desde o começo da semana trocando informações a Polícia Civil de Capiravari, 174 quilômetros de Araraquara.

A grande operação policial montada começou ter o seu desfecho na manhã desta terça-feira (5), com a Polícia Civil de Capivari prendendo oito indivíduos envolvidos na organização criminosa. A ação policial também visava prender os responsáveis pelo assassinato do guarda municipal, José Carlos da Silva Pereti, de 50 anos, ocorrido em outubro do ano passado.

O Guarda Civil José Carlos da Silva Pereti, morto pelos bandidos

Sua morte se deu em 27 de outubro de 2022, quando agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Capivari localizaram suspeitos de um roubo de carga na zona rural da cidade. Ao tentar abordar os criminosos, os guardas foram recebidos com tiros de fuzil, resultando na morte de Peretti, atingido na cabeça.

A delegada Maria Luísa Dalla Bernardina, responsável pelo caso desde o ocorrido, revelou que as investigações subsequentes revelaram que os criminosos também estavam envolvidos em roubos de carga em outras localidades, incluindo Cambuí (MG) e Araraquara.

Eles foram identificados nas investigações como parte do chamado ‘Novo Cangaço’, e suspeita-se que estivessem envolvidos em roubos de carga em várias cidades”, explicou a delegada.

Movimentação policial para prisão dos criminosos nesta quarta

A operação desta quarta-feira, véspera do Feriado da Independência, resultou na execução de 20 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão. Sete homens e uma mulher foram presos em Campinas, Hortolândia, Indaiatuba e Araraquara e armas de fogo, bem como um veículo, foram apreendidos.

Os detidos enfrentam acusações que incluem organização criminosa, tentativa de latrocínio e latrocínio consumado. Todos os presos foram encaminhados para Piracicaba (SP) para a realização de exames de DNA, um procedimento padrão em casos dessa natureza, de acordo com a Polícia Civil.

Mauro Júnior, secretário de Segurança Pública de Capivari, destacou a importância da operação, salientando que os criminosos ainda estavam ativos no cometimento de roubos de carga. “Eles continuavam aterrorizando a região com seus crimes, e a Polícia Civil fez um trabalho excepcional para identificar os membros dessa organização criminosa e desencadear com sucesso a operação”, afirmou o secretário.

Mais de 150policiais se envolveram na Operação Pela Honra

A operação desta terça-feira contou com o apoio da Delegacia Seccional de Piracicaba, do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter) 9, Serviço Aéreo Tático (SAT), Guarda Municipal de Capivari e Polícia Civil de Araraquara. As autoridades continuam trabalhando na busca por outros envolvidos nos crimes e na conclusão das investigações em curso.

O homem preso em Araraquara está sendo encaminhado para Capivari e segundo consta seus crimes poderão estar tipificados como – formação de quadrilha, tentativa de latrocínio e latrocínio consumado.