Início Destaques

Receita Federal investiga quadrilha que desvia álcool das usinas da região

Fiscalização esteve nesta terça na Usina Santa Fé, em Nova Europa, em busca de informações que visam desmantelar quadrilha que seria formada por transportadoras e distribuidoras que estariam desviando álcool.

115
Desvio de etanol tem crescido nos últimos tempos. Trabalho é realizado por quadrilhas especializadas.

A diretoria da Usina Santa Fé, em Nova Europa, ainda não se manifestou sobre a ocupação feita na manhã desta terça-feira (15) por agentes da Receita Federal. Segundo consta há em andamento processo fiscalizatório sobre as atividades de quadrilha formada por distribuidoras e transportadoras de carga que estariam promovendo desvio de álcool – retirado de usinas no interior de São Paulo.

De acordo com o Portal Fala Nova Europa, aqui na região, a quadrilha estaria agindo sem o conhecimento da usina; a partir do instante que a empresa tomou ciência dos fatos que supostamente estariam ocorrendo colocou-se à disposição das autoridades, colaborando com as investigações e buscando sua isenção e preservação de uma conceituada história dentro do ramo canavieiro.

A história da Usina Santa Fé tem origem em 1925, na cidade de Nova Europa, interior de São Paulo, quando a família Magalhães iniciou a implantação de uma usina de açúcar, denominada na época de Companhia Açucareira Itaquerê, em homenagem ao rio Itaquerê que passa próximo às suas terras.

Em 1972, Roberto Malzoni (já falecido), um dos 4 filhos de Francisco Malzoni (também falecido) adquiriu 100% das quotas da Companhia Açucareira Itaquerê, a qual foi renomeada como Usina Santa Fé Ltda., e posteriormente transformada em uma Sociedade Anônima de Capital Fechado (S.A.).

O que se sabe até o momento, diante da falta de informações, é que a Usina Santa Fé não é investigada e está colaborando com as autoridades. Operações semelhantes estariam ocorrendo em outras usinas da região. É bem provável que nesta quarta-feira a empresa se manifeste sobre a ação da Receita Federal.

O RCIA buscou contato com a assessoria da Usina Santa Fé, em Nova Europa, recebendo contudo, a informação de que o expediente já estava encerrado (17h30).