Início Esporte

Com descoberta de jogo, Corinthians marcou gol 7 mil de sua história na Fonte Luminosa

Partida de 103 anos atrás muda contagem de gols e partida entre Ferroviária e Corinthians, de 1982, entra para a história do clube alvinegro, de Casagrande e da Fonte

43
Walter Casagrande Jr. foi o autor dos dois gols da vitória corinthiana na Fonte Luminosa - Crédito: Reprodução / wcasagrandejr.com.br

Muitos clubes do Brasil, principalmente os mais antigos, ainda buscam dados perdidos em sua história, principalmente de fatos que aconteceram dentro de campo. Vira e mexe, o tempo dita o ritmo e os famosos jogos perdidos são finalmente encontrados.

Na última sexta-feira, o jornalista e historiador, Celso Unzelte, achou mais um dado perdido na história do Corinthians. Autor do famoso “Almanaque do Timão”, o profissional encontrou mais uma relíquia perdida no meio do tempo, mais precisamente 103 anos atrás.

Em sua conta no Twitter, Unzelte afirmou ter encontrado nos arquivos o confronto entre Timão e Rio Claro, em amistoso realizado no Natal de 1916, com vitória alvinegra por 3 a 2.

Com o “achado”, houve a recontagem de números de jogos, vitórias, gols marcados e sofridos ao longo dos 110 anos de história do clube.

Com os cálculos refeitos, a partida entre Corinthians e Ferroviária, com vitória alvinegra por 2 a 1, acontecida no dia 8 de agosto de 1982, entra para a história da Fonte Luminosa e do Timão, é claro, por alcançar o gol 7 mil.

Os dois tentos corinthianos foram marcados por Casagrande, um sem pulo e outro de voleio, enquanto Marcão, de cabeça, descontou para a Locomotiva.

Recentemente, em matéria feita pela FPF, a Fonte Luminosa também foi palco de um jogo histórico, mas não envolveu a Ferroviária. Em 1965, na decisão da terceira divisão, a partida entre Andradina e Transauto foi a mais longa da história do futebol mundial, durando mais de 200 minutos de bola rolando em Araraquara.

Confira os melhores momentos de Ferroviária 1×2 Corinthians de 1982: