Início Esporte

Morre, aos 40 anos, o narrador Cadu Cortez, do DAZN

Profissional retornava de voo da Argentina, quando passou mal, e não resistiu a um infarto

104
Crédito: Reprodução / Instagram

Morreu, na manhã desta terça-feira, o narrador Carlos Eduardo Sica Cortez, o popular Cadu Cortez, de 40 anos, que fazia parte do canal de esportes DAZN, vítima de um infarto.

De acordo com o portal UOL, Cortez estava retornando da Argentina, onde realizou transmissão pelo canal via streaming, quando passou mal durante o voo. Quando o avião aterrissou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, foi prontamente atendido pela equipe médica e foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

O enterro aconteceu por volta do meio-dia desta terça-feira, no Cemitério Congonhas, em São Paulo. Cortez deixa a esposa, a jornalista Marcela Terra, repórter da Band, e um filho.

Formando em Comunicação Social, habilitado em Jornalismo, pelas Faculdades Integradas Alcântara Machado (FIAM), Cadu Cortez começou a trajetória no jornalismo em rádio. Estreou na Rádio Nativa e depois trabalhou por Rádio Bandeirantes e Rádio Eldorado. Também teve passagem marcante pela Rádio Sul-América Transito e pela 105 FM, nesta última sendo setorista do São Paulo.

Por nove anos foi locutor da Red Bull em eventos pelo Brasil, de janeiro de 2002 a 2011. Em 2009, também foi repórter especial do Programa do Ratinho, do SBT. Na TV Cultura, foi apresentador de Guia do Trânsito, Guia do Dia e Hora do Esporte. Em paralelo seguiu como narrador e trabalhou na Sky e no Fox Sports. Desde o fim do ano passado, estava no DAZN, onde narrava majoritariamente jogos do Campeonato Italiano.

Confira a nota divulgada pelo canal:

“Estamos profundamente entristecidos com a morte prematura de Cadu Cortez, um narrador talentoso, respeitado e querido por todos nós. Hoje marca um dia muito triste para o DAZN e o mundo do esporte. Cadu foi um profissional vibrante, cuja personalidade vivaz nos entreteve em diversos momentos. Sempre nos lembraremos dele pelo dinamismo e pela paixão que ele nutria pelo esporte. Ele sem dúvida fará muita falta. Estendemos nossos pensamentos e apoio à família e aos amigos do Cadu, nesse momento de despedida e tristeza.”