Coca Ferraz retorna às mídias sociais para contestar em vídeo o manifesto do PT

Dizendo que prefere trabalhar com estatísticas, que segundo ele espelham a realidade da situação que vivemos, o professor Coca Ferraz voltou a circular pelas redes sociais com um novo vídeo atribuindo críticas ao PT

177

Ao ser questionado neste domingo (18) qual a razão de postar novo vídeo nas redes sociais criticando o Partido dos Trabalhadores e o atual governo municipal, o segundo em menos de dez dias, o professor Coca Ferraz, optou em resumir a resposta –necessidade de esclarecimentos sobre a agressão sofrida por uma mulher de 44 anos, na semana passada pelo fato de estar ocupando uma praça pública.

A agressão que segundo ele poderia ter sido evitada, se refere a prisão desta mulher que estaria descumprindo decreto criado pelo município e utilizando um dos bancos de praça pública interditada por conta do coronavírus. A ação da Guarda Municipal repercutiu por todo o país, motivando a OAB Regional de Araraquara a acompanhar o desmembramento do caso.

No vídeo, Coca Ferraz lamenta o ocorrido e diz repudiar todo ato de violência, pois ao longo da história, Araraquara se sente marcada pelo linchamento dos Britos – Manuel e Rozendo, em 6 de fevereiro de 1897.

Inicialmente, houve a publicação do vídeo em que ele repudia a agressão e critica o governo municipal; num segundo momento, o PT repudiou a manifestação de Coca Ferraz. Sentindo-se ofendido, ele decidiu se manifestar novamente.