Início Destaques

Thainara busca criar Plano Municipal de adaptação às mudanças climáticas

Compromisso ambiental foi tema de reunião em que a vereadora Thainara Faria sugeriu criar uma câmara técnica para estudar o Acordo de Paris e formalizar um ato de compromisso com as indústrias

54
Vereadora Thainara Faria de olho no Acordo de Paris

Com o objetivo de dar continuidade aos encaminhamentos da Audiência Pública “A situação climática e ambiental no Brasil e o papel da cidade de Araraquara”, promovida pela vereadora Thainara Faria (PT) em setembro deste ano, a parlamentar esteve reunida com a bióloga Gabrielle Nunes na tarde de quarta-feira (18).

Uma das primeiras ações a serem realizadas em Araraquara é a distribuição de mudas, porém a vereadora acredita que é necessário também conscientizar a população sobre a importância da preservação do meio ambiente. Nesse sentido, Gabrielle sugeriu que fossem feitas parcerias com as universidades da cidade para que, por meio de projetos de extensão, a informação chegasse sobretudo às regiões mais periféricas.

“A ideia é conversarmos com os Centros Acadêmicos e com os participantes do Programa de Educação Territorial (PET) para ver em que medida eles podem ajudar. Em contrapartida, os estudantes que se dedicarem ao projeto receberão certificados. Podemos ampliar também para outras ações sociais”, frisou.

Thainara aprovou a ideia e enfatizou a importância de fazer o diálogo com os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e com as associações organizadas nos bairros. “Esse trabalho em rede é importante para aliar a produção científica às necessidades da cidade. Há uma gama de assuntos para trabalharmos, o descarte de resíduos é um deles, mas há também orientações para a vida prática desses jovens que muitas vezes são desassistidos pelo poder público”, destacou.

Ao final, foi colocada em questão a criação de um Plano Municipal de adaptação às mudanças climáticas. A expectativa é que uma câmara técnica seja instituída para discutir metas ambientais a serem colocadas em prática no município. “A ideia é estudar o Acordo de Paris e um ato de compromisso com as indústrias que atuam na região, de modo a criar certificações positivas”, declarou a vereadora.