Início Esporte

Ferroviária recebe a Ponte Preta pela última rodada do Paulista

Guerreiras jogam por um empate para encarar o Corinthians no mata-mata

87
Guerreiras entram em campo na tarde desta quarta-feira, na Fonte Luminosa - Crédito: Jonatan Dutra / Ferroviária S/A

Depois de conseguir o empate diante do Avaí/Kindermann, no último sábado, pela semifinal do Brasileiro Feminino, a Ferroviária volta as suas atenções para o confronto diante da Ponte Preta, nesta quarta-feira, às 16h, na Fonte Luminosa, pelo Paulista Feminino.

Vice-líder do Grupo 4 com nove pontos, as Guerreiras Grenás podem confirmar a classificação com um simples empate diante da Macaca para enfrentar o Corinthians na fase semifinal da competição.

Após o empate diante do time catarinense, a treinadora Tatiele Silveira destacou a importância do confronto pelo estadual.

“Nós temos o Campeonato Paulista ainda. Temos que pensar na classificação, também. Este jogo pode ser determinante para que a gente possa entrar entre os quatro, que é um desejo nosso. Temos que pensar que é jogo a jogo, competição a competição, mas buscando sempre o melhor para o nosso grupo”, declarou.

A comissão técnica espera contar com todas as jogadoras. A atacante Nathane segue sendo dúvida, devido a uma lesão na coxa, quando fazia o aquecimento momentos antes do confronto do Avaí/Kindermann.

Já a meia Aline Milene, que cumpriu suspensão pelo Brasileiro, está liberada e pode reforçar a equipe nesta quarta-feira.

VITÓRIA NO TRIBUNAL

Em julgamento realizado nesta segunda-feira, a Ferroviária obteve os pontos do jogo diante do Juventus, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista. Na ocasião, em partida disputada no estádio Conde Rodolfo Crespi, em São Paulo, a ambulância foi acionada para atendimento a atacante Ludmila, das Guerreiras, e precisou levá-la para um hospital e o veículo não retornou mais ao estádio.

O Juventus foi enquadrado no Art. 203, do Código Brasileiro de Justiça Desportivo:

“Deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade, ou dar causa à sua não realização ou à sua suspensão. PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e perda dos pontos em disputa a favor do adversário, na forma do regulamento.”

E também no Art. 13, parágrafo 6, letra A, do Regulamento de Competições da FPF:

“Constituem motivos para uma partida não se iniciar ou, após iniciada, ser declarada suspensa ou encerrada antecipadamente pelo árbitro:
V. Falta de ambulância e respectivo médico;

Quando uma partida não se realizar ou for paralisada pelos motivos previstos no § 2º deste artigo, assim se procederá, após julgamento do processo correspondente pela JD:
a) Se a Não Realização ou Paralisação da Partida nas hipóteses deste parágrafo se der por culpa de um dos Clubes ou de sua torcida, tal Clube será considerado perdedor por W.O.”

Além da perda de pontos, o time da capital foi multado em mil reais.